Língua gestual
Boletim dos Congregados
XVIII Domingo do Tempo Comum
Adoração ao Ss.mo Sacramento

De Segunda a Sábado
15h-17h

+ info

Arquidiocese

Beato Bartolomeu dos Mártires já é Santo
[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Basílica dos Congregados
26 Dez 2016
25 tweet da Mensagem do Papa Francisco para a celebração do 50º Dia Mundial da Paz
50º Dia Mundial da Paz 2017: "A não-violência: estilo de uma política para a paz"
PARTILHAR IMPRIMIR
  © direitos reservados | Praça de S. Pedro, Vaticano
  1. Façamos da não-violência ativa o nosso estilo de vida

  2. Sejam a caridade e a não-violência a guiar o modo como nos tratamos uns aos outros nas relações interpessoais, sociais e internacionais.

  3. Porventura a violência permite alcançar objetivos de valor duradouro?

  4. A violência não é o remédio para o nosso mundo dilacerado.

  5. O verdadeiro campo de batalha, onde se defrontam a violência e a paz, é o coração humano.

  6. Jesus traçou o caminho da não-violência que Ele percorreu até ao fim, até à cruz, tendo assim estabelecido a paz e destruído a hostilidade. 

  7. Quem acolhe a Boa Nova de Jesus, sabe reconhecer a violência que carrega dentro de si e deixa-se curar pela misericórdia de Deus.

  8. São Francisco de Assis: «A paz que anunciais com os lábios, conservai-a ainda mais abundante nos vossos corações».

  9. Bento XVI: «O amor ao inimigo constitui o núcleo da “revolução cristã”».

  10. A não-violência, praticada com decisão e coerência, produziu resultados impressionantes.

  11. Nenhuma religião é terrorista.

  12. A violência é uma profanação do nome de Deus.

  13. Jamais o nome de Deus pode justificar a violência. Só a paz é santa. Só a paz é santa, não a guerra.

  14. A partir da família, a alegria do amor propaga-se pelo mundo, irradiando para toda a sociedade.

  15. Lanço um apelo a favor do desarmamento, bem como da proibição e abolição das armas nucleares.

  16. A dissuasão nuclear e a ameaça duma segura destruição recíproca não podem fundamentar este tipo de ética.

  17. Suplico que cessem a violência doméstica e os abusos sobre mulheres e crianças.

  18. As políticas de não-violência devem começar dentro das paredes de casa para, depois, se difundir por toda a família humana.

  19. O próprio Jesus nos oferece um «manual» desta estratégia de construção da paz no chamado Sermão da Montanha.

  20. As oito Bem-aventuranças (cf. Mateus 5, 3-10) traçam o perfil da pessoa que podemos definir feliz, boa e autêntica.

  21. Felizes os mansos – diz Jesus –, os misericordiosos, os pacificadores, os puros de coração, os que têm fome e sede de justiça.

  22. A não-violência ativa é uma forma de mostrar que a unidade é, verdadeiramente, mais forte e fecunda do que o conflito.

  23. No mundo, tudo está intimamente ligado.

  24. Asseguro que a Igreja Católica acompanhará toda a tentativa de construir a paz inclusive através da não-violência ativa e criativa.

  25. Nada é impossível, se nos dirigimos a Deus na oração. Todos podem ser artesãos de paz.

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Palavras-Chave:
Tweet  •  Mensagem  •  Paz  •  Não-violência  •  Papa Francisco
Basílica dos Congregados
Contactos
Morada

Avenida Central, 98
4710-229 Braga

TEL

253 262 482

Cartório Paroquial

Segunda a Sábado
9h30 — 12h30
15h15 — 17h30

Eucaristias

De Segunda a Sexta 
10h30 | 12h | 17h

Sábado
10h30 |12h | 17h | 22h

Domingo
9h | 10h30 | 12h

Confissões

Segunda a Sábado
9h30 — 10h25
11h — 11h45
15h15 — 16h
16h — 16h45

Visitas aos Doentes

Mediante solicitação, em horário a combinar com o reitor.

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui