Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para a Solenidade do Dia de Todos os Santos - Ano A - 1 de Novembro de 2020

Link



SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS

Ano A

«… Ao ver as multidões, Jesus subiu ao monte e sentou-Se.» 

Sou…
Esta condição de SER Filho de Deus faz de cada um Bem-Aventurado.
Aceitar esta condição é esquecer os insultos e perseguições deste mundo.
A Alegria que nos vem do Pai como O único Senhor da nossa Vida, é o que nos dá descanso, alívio e força.
Esta certeza chega-nos de Um só Homem, que também é Deus: Jesus, O Cristo!
Hoje, sentir a presença d'Aquele que salva é brisa, calor, lágrima, pão, sorriso, Esperança e Amor.
É tudo o que precisamos para SER Feliz…

Jesus veio para permanecer em nós. Na humanidade inteira. Sem preconceitos, nem pré-requisitos.
É  para mim e para ti… é para quem diz: “ SIM !” ao projeto do Pai.
Possuiremos a salvação! Consolaremos os que mais informa! Saciaremos a nossa fome!
Seremos abençoados e recompensados ??pelo Senhor Deus, se O procurarmos.
Se O servirmos sem hesitar. Se O anunciarmos ao mundo com  aquele  Amor e  aquela  Alegria, que contagia o mau, o vilão e até o desinteressado por tudo e por nada. Alcançaremos a Misericórdia Divina.
Nesse dia, veremos o quanto é admirável o Amor do Pai.
O consolo do Seu regaço irá acarinhar o nosso coração. 
Seremos chamados Seus Filhos e jamais a morte, a dor ou o desalento vencerão!

Hoje, é dia 1 de novembro. Celebramos os Santos. Rejubilamos com a VIDA.
Não há tempo para lágrimas, nem lamúrias. É hora de sorrir! Somos OS Bem-Aventurados. 
O Mestre, rodeado pelos discípulos, ensina:
«… os pobres em espírito, (…) os humildes, 
(…) os que choram, (…) os que têm fome e sede de justiça, 
(…) os misericordiosos, (…) os puros de coração, 
(…) os que promovem a paz, (…) os que reencontram por amor da justiça (…) »
Tu, que és Bem-Aventurado,
escuta o Sermão da Montanha que o Senhor da Vida proclama só para TI! 
É o código desta Estrada! 
São os sinais que fazem conduzir com segurança a Vida que Deus nos deu.
A palavra de ontem que se faz presente na tua vida é:
“Arrisca! Aceita cumprir a vontade de Pai! ”
Hoje, é dia de recordarmos os avós, os pais, os irmãos, os primos, os tios, os filhos, os companheiros de labuta…
os nossos verdadeiros amores, tão presentes na nossa vida, e que já se escolheu com o Senhor da Vida !

Como bálsamo para todos os medos, anseios, dúvidas e trevas,
uma frase do mais novo Beato, Carlo Acutis, ecoa no nosso coração:
“A 
única coisa  que nós  temos  que  pedir a Deus  na oração é a  vontade de ser santos .”

Então? Vamos rezar pela vontade de alcançar a Felicidade de Ser Filho de Deus?
Vamos Ser Bem-Aventurados!
Vamos Ser Santos!

Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Liliana Dinis | Póvoa de Varzim| 9 Out 2020
Crónica para o XXVIII Domingo do Tempo Comum - Ano A - 11 de Outubro de 2020
Queixamo-nos de tudo e de todos… Permanecemos num carpir constante!
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Link




XXVIII Domingo do Tempo Comum

«O reino dos Céus pode comparar-se a um rei que preparou um banquete nupcial para o seu filho.» 


Não Querer! Não Procurar! Não Encontrar! Não Aceitar! Não Converter! Não

Concretizar!
Queixamo-nos de tudo e de todos… Permanecemos num carpir constante!
O lado negativo, o copo meio vazio, faz sempre mais peso na nossa vida.
Porque será que não aceitamos de ânimo-leve os obstáculos que nos fazem crescer?
E é assim a nossa vida sem o Rei dos Reis, sem Deus… Sem aceitarmos o convite para o terno Banquete!
Todas as promessas do Antigo Testamento são cumpridas.
Quantas vezes na tristeza, sentiste aquela brisa suave a apaziguar a dor que sentes?
Quando olhas para o lado, decerto encontras um amigo ou um familiar!
Mesmo que caminhes por estradas sem fim;
Mesmo que te afastes da Igreja que te acolhe;
Mesmo que o teu coração tenha um ritmo sem vida;
O Senhor, o Pastor que Te conduz, encontrar-te-á sempre! Confia!
Nestes tempos confusos e tristes tu e eu precisamos aprender a viver na fartura e a passar fome
a viver desafogadamente e a padecer necessidade!
e… como diz S. Paulo a afirmar com toda a Esperança : «Tudo posso n’Aquele que me conforta.»
Hoje, a liturgia do 28º domingo do Tempo Comum, do ano A, delicia-nos com um generoso banquete, enche-nos o copo e sacia-nos.
O Bom Senhor Jesus apresenta-nos uma parábola de mesa farta:
«Preparei o meu banquete, os bois e os cevados foram abatidos, tudo está pronto. Vinde às bodas’»
Ao convite há uma variedade de atitudes:
«Mas eles, sem fazerem caso, foram um para o seu campo e outro para o seu negócio;
os outros apoderaram-se dos servos, trataram-nos mal e mataram-nos.»
Não foram capazes de ver que o Senhor os convidava para habitarem na sua casa
e partilharem com Ele da Sua infinita alegria…
Não conseguiram ver para além do que a vida terrena lhes dava!
Ó convidado que andas distraído:
abre o teu coração para a força da Palavra de Deus que sai da boca de homens e mulheres como eu e como tu.
Rasga o teu peito para acolheres o Amor mais puro que Deus coloca à nossa disposição: o humilde Pão!
A Missa é o convite que o Pai te faz.
Mas, a nossa resposta parece mais negativa do que positiva.
Por isso, o Mestre termina o seu ensinamento de hoje com o reparo:
«Na verdade, muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos».
A nossa presença à mesa do Banquete nupcial do Filho do Rei é o expoente máximo da nossa Alegria.
Vem celebrar o Sacramento da Eucaristia!
Basta: Querer, Procurar, Encontrar, Aceitar, Converter e Concretizar os desígnios de Deus…
Vem! Veste a tua farpela mais gira e Vem! A Festa é tua!

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos