Contributo paroquial

Entrega nos locais e formas habituais, ou por transferência bancária para o Iban da paróquia: PT50 0010 0000 2203 7000 0010 3

Boletim
XXV Domingo - Boletim Paroquial de 19 a 26-09-2021
APP Quaresma e Páscoa

Visite aqui a nossa APP da Quaresma e Páscoa

https://caminhada-quaresma-e-pascoa-20217.webnode.pt/

 

 

Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Gualtar (São Miguel)
29 Jan 2021
Batismo
PARTILHAR IMPRIMIR

“O Batismo é o sacramento fundamental e a condição prévia para todos os outros sacramentos. Ele liga-nos a Jesus Cristo, insere-nos na Sua morte redentora na cruz, libertando-nos do poder do pecado, e faz-nos ressuscitar com Ele para uma Vida interminável. (Youcat)

 

O Batismo é o primeiro dos sacramentos, sem o qual nenhum outro pode ser celebrado. O Batismo torna-nos filhos de Deus e membros da Igreja e, por isso, inicia em nós uma vida nova, com novo sentido, porque fundamentada em Jesus Cristo.

Nos adultos, o Batismo pressupõe já a adesão, aprofundamento e profissão da fé cristã; nas crianças, que a sua educação cristã seja assegurada pelos seus pais e padrinhos, com a colaboração da comunidade cristã.

 

  • ASPECTOS FUNDAMENTAIS:

 

1. Marcação da data. A data do Batismo deve ser marcada com o pároco no horário de atendimento estabelecido, ou noutro momento a combinar com ele. Não havendo uma antecedência pré-definida, é conveniente que seja feita atempadamente, para que seja possibilite conjugar a pretensão dos pais com a programação da vida da comunidade

 

2. Preparação do Batismo. No encontro inicial, para marcação da data, o pároco informará das questões mais práticas e dos procedimentos necessários. Depois, os pais e padrinhos devem participar num dos encontros mensais de Preparação da Celebração do Batismo, coordenado pela Pastoral Familiar, e que se realizam mensalmente.

 

3. O que é necessário preparar? Os pais devem ter em conta que, para a celebração do Batismo serão necessárias a vela do Batismo e a veste deve ser branca, já que é um dos sinais e ritos do Batismo.

 

4. Os Padrinhos. Na escolha dos padrinhos os pais devem ter em consideração que, mais que uma questão familiar ou de amizade e significado pessoal, a escolha dos padrinhos deve ter em conta a educação cristã da criança, requisito indispensável para a celebração do Baptismo. Por isso, aqueles que são propostos para padrinhos devem ser pessoas amadurecidas na fé, comprometidas com a comunidade cristã, e de vivência e testemunho cristãos.

 

5. Documentos necessários:

- Aquando da marcação, os pais devem trazer preenchido o formulário de pedido de Batismo 

- Se os pais vivem em Gualtar e desejam celebra o Batismo noutra paróquia; ou então, se vivem noutra paróquia e desejam celebrar o Batismo em Gualtar, devem solicitar ao pároco a Declaração para a transferência do lugar de Batismo, e com esse documento pedir a devida autorização nos Serviços Centrais da Arquidiocese.

- É necessário, para os padrinhos que residam noutra paróquia, que solicitem ao pároco da sua residência a Declaração de Idoneidade.

 

 

Pedido de batismo .docx

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Paróquia de Gualtar (São Miguel)
Casa Paroquial
Morada

Rua da Igreja Nova, 4
4710-077 Braga

TEL

253144740

TLM

965098699

Cartório Paroquial

Terças e Quintas - das 17h - 18:45h

Sábado - Conforme boletim

Eucaristias

Domingos e Dias Santos

08.00 

11.00

 

Sábados

18.15

 

Vésperas de Feriais | Dias Santos

20.15

 

Segunda a Sexta-feira a)

18.45 

 

a) EXCEPTO: 

 25 Janeiro a 02 de Fevereiro (novena S. Brás) 

 Sextas feiras da Quaresma (Via Sacra) 

 Mês de Maio (recitação do Terço) 

20 a 29 de Setembro (novena de S. Miguel)

 Ás 20.15h

 

 

.

 

 

 

 

Confissões

1. Mensalmente, na semana da Primeira Sexta, antes da celebração da Eucaristia
2. Na Celebração Penitencial que a Catequese prepara, na etapa final de cada trimestre (Cfr. Boletim / Agenda)
3. Em qualquer momento, combinando com o pároco

 

Visitas aos Doentes

1. Mensalmente, na semana em que ocorre a Primeira Sexta, o pároco visita os doentes e pessoas impossibilitadas de se deslocar à Igreja, que assim o solicitarem
2. A qualquer momento, a mesma visita pode ser agendada com o pároco
3. Os Ministros Extraordinários da Comunhão asseguram, semanalmente, aos domingos ou outro dia mais conveniente, a Sagrada Comunhão aos doentes e todos quantos estejam impossibilitados de se deslocar à Igreja. Para tal, devem informar o pároco.

 

Párocos