Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o Domingo da Solenidade de Cristo Rei - Ano C - 20 de novembro de 2022

 

 

Solenidade Cristo Rei do Universo

Ano C

«Pedir…»

 

Cristo que és o meu Rei…
Hoje, não Te peço por pedir…
Peço-Te para que a Juventude Te anseie.
Peço-Te para que o espírito da Humanidade se mantenha jovem.
Peço-Te para conseguir acompanhar a evolução dos tempos, ao serviço de cada Batizado.
Peço-Te que sejas a Voz de Perdão que comanda os pés de quem sofre com a maldade humana.
Peço-Te que abram portas de par em par para Te acolher e para Te amar, infinitamente.
Peço-Te que a Esperança acenda a Fé, que vagueia na Alma.
Peço-Te que Te encontrem, urgentemente.
Peço-Te que vejam a Tua Luz!

No Domingo em que celebramos o encerramento do ano Litúrgico C,
onde nos despedimos do Evangelista da Misericórdia, das Parábolas,
peço a intercessão de S. Lucas para nos refrescar o rosto com o belo diálogo entre Jesus e Dimas.

Hoje, que cada um de nós seja Dimas…
Capaz de pedir a Jesus o Seu infinito olhar… A Sua Misericórdia!
Capaz de reconhecer no Homem Crucificado e Humilhado por todos, O Salvador da Humanidade inteira.
Aquele que é o Messias de Deus, o Eleito… Mas que vem e se faz homem, como eu e como tu.

É tempo de pedir…

Nesta oração de petição coloquemos o “Temor a Deus“ num patamar superior:
No “Ter Amor” a Deus, Pai e criador.
Assim, viveremos plenamente ao sabor do vento e da liberdade divina,
que a juventude tanto procura neste mundo de terra árida,
onde O Cristo plantou a Sua Palavra de Salvação.
Ainda hoje, poderemos colher os frutos dessa semente…
O fruto mais abundante será o Amor!

Onde há amor nascem gestos e aí habita [e habitará para todo o sempre] Deus.

Tu que és jovem [em Espírito e verdade]… Vem procurá-Lo!
Peço-te!

Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Juntos no caminho de Páscoa"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Padre Duarte Nuno | Póvoa de Varzim| 13 Out 2019
Boletim 348 - XXVIII Domingo do Tempo Comum - Ano C - 13-10-2019
«Levanta-te e segue o teu caminho»
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Baixe aqui

 

[…] Sê responsável deste mundo e da vida de cada homem. Pensa que toda a injustiça contra um pobre é uma ferida aberta, e diminui a tua própria dignidade. A vida não acaba com a tua existência, e neste mundo virão outras gerações que sucederão à nossa, e muitas outras ainda.

E todos os dias pede a Deus o dom da coragem. Recorda-te que Jesus venceu por nós o medo. Ele venceu o medo! O nosso inimigo mais traiçoeiro não pode nada contra a fé. E quando te encontrares amedrontado diante de alguma dificuldade da vida, recorda-te que tu não vives só para ti mesmo.

No Batismo a tua vida já foi imersa no mistério da Trindade e tu pertences a Jesus. E se um dia fosses apanhado pelo susto, ou pensasses que o mal é demasiado grande para ser vencido, pensa simplesmente que Jesus vive em ti. E é Ele que, através de ti, com a sua mansidão quer submeter todos os inimigos do homem: o pecado, o ódio, o crime, a violência; todos nossos inimigos.

Tem sempre a coragem da verdade, porém recorda-te: não és superior a ninguém. Recorda-te disto: não és superior a ninguém. Se tu tivesses sido até o último a acreditar na verdade, não te diminuas por isso da companhia dos homens. Mesmo se tu vivesses no silêncio de um ermo, leva no coração os sofrimentos de todas as criaturas. És cristão; e na oração tudo entregas a Deus.

E cultiva ideais. Vive por qualquer coisa que supera o homem. E se um dia estes ideias tivessem que te pedir uma conta salgada para pagar, nunca deixes de os levar no teu coração. A fidelidade alcança tudo.

Se erras, levanta-te: nada é mais humano que cometer erros. E esses mesmos erros não se devem tornar para ti uma prisão. Não fiques engaiolado nos teus erros. O Filho de Deus veio não para os sãos, mas para os doentes: portanto veio também para ti. E se voltares a errar no futuro, não temas, levanta-te! Sabes porquê? Porque Deus é teu amigo.

Se te atinge a amargura, acredita firmemente em todas as pessoas que ainda trabalham pelo bem: na sua humildade existe uma semente de um mundo novo. Frequenta as pessoas que conservaram o coração como o de uma criança. Aprende da maravilha, cultiva a admiração.

Vive, ama, sonha, acredita. E, com a graça de Deus, nunca desesperes.”

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos