Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o XXVI Domingo do Tempo Comum - Ano C - 26 de setembro de 2022

 

 

XXVI Tempo Comum 

Ano C

«Justiça…» 

 

Asneamos um mundo mais justo e mais belo.
A justiça, para ser divina, dá a mão ao Amor e “Onde há amor, nascem gestos”!
A justiça precisa de nascer como o sol: para todos.
E… é urgente trazer no peito o dever de edificar a partilha e o bem comum.
Ai de nós se vivermos sem exercer a verdade e a justiça para com cada ser humano…
Seremos amargos peregrinos que caminham errantes em busca de uma justiça vã que não traz a felicidade.

Hoje, no Evangelho do 26º Domingo do Tempo Comum, do ano C,
O Mestre, fala-nos de um rico sem nome, que se consola na terra;
Mostra-nos o pobre Lázaro aquele que nem as migalhas lhe chegam, mas, é recebido no Reino dos Céus com a maior das festas!
Esta é a justiça divina!
Esta é a recompensa para quem escuta a Palavra de Deus e louva o Senhor.
(Na pobreza e na riqueza… na saúde e na doença… enquanto habitamos esta terra!)

Conselho de S. Paulo para ti e para mim, tão atual como a última app:
«Tu, homem de Deus, pratica a justiça e a piedade, a fé e a caridade, a perseverança e a mansidão.»

Não temas as tristezas nem as angústias deste tempo.
Não te prendas com as grandes metas que traças para alcançares o deslumbramento de uma vida rica e altiva.
Não sejas deste mundo distante, que te leva para longe do diálogo intenso com o Teu Senhor.
Não digas: “Não!” aos desafios de uma vida pobre em matéria e rica em Espírito!

Tem !
Escuta o Senhor Teu Deus.
Celebra a Eucaristia.
Reconcilia-te com O Pai e com os teus irmãos.
Recebe com uma mão e dá com as duas…
Utiliza a sentença do: “Ser para o outro como quero que sejam para mim!”
[Especialmente, quando erramos.]
Sê um rico que esbanja Amor e Misericórdia.
Abraça os Lázaros que encontres…
Alcançarás a Justiça… Entrarás no Reino dos Céus… Serás eternamente Feliz!

Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Liliana Dinis | Póvoa de Varzim| 6 Ago 2022
Crónica para o XIX Domingo do Tempo Comum - Ano C - 7 de Agosto de 2022
Para hoje e para todos os dias vamos rezar… Com a Fé forte e firme de que Deus nos ama, incondicionalmente… Com obediência e com sabedoria…
PARTILHAR IMPRIMIR
 

 

 

XIX Tempo Comum

Ano C

«Sacrifícios…» 

 

Há palavras que têm uma conotação negativa na nossa vida.
Sacrifício” está cortada no vocabulário diário da maioria dos seres humanos.
Não há quem queira sacrificar-se em prol da humanidade.
Então, há quem utilize eufemismos… Especialmente, na realização de um sonho…
Alcançarmos algo que ambicionamos muito, mesmo que sacrifique tudo e todos, é um bem necessário para o sucesso. Não é um Sacrifício!
Na vida terrena, só com algum sacrifício somos capazes de ser um modelo de Santidade.
Mas, surge rapidamente a pergunta: “Quem quer ser Santo?

Hoje, a liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum, do Ano C, sacrifica-nos com histórias antigas.
O Livro da Sabedoria recorda-nos a Noite Santa, em que os primogénitos do Povo Hebreu foram salvos.
E como aguardavam a Salvação?
«Por isso os piedosos filhos dos justos ofereciam sacrifícios em segredo…»
Na Carta aos Hebreus é-nos recordado o Pai Abraão, que viveu na Fé e pela Fé.
A Obediência total a Deus reservou-lhe inúmeros sacrifícios, entre os quais:
«… Abraão, submetido à prova, ofereceu o seu filho único Isaac…»
Jesus, no Evangelho, explica-nos com o eufemismo belíssimo das Parábolas, que o nosso maior Sacrifício é:
«Estai vós também preparados»

É hora para descobrirmos o que precisamos fazer para que a Felicidade seja uma realidade permanente.
Larga as utopias!
Jesus diz-nos: «Não temas, pequenino rebanho, porque aprouve ao vosso Pai dar-vos o reino.»
Porquê que nos inquieta tanto viver ao serviço da Igreja?
Porquê que ficamos apavorados com o despojamento material?
Porquê que nos aterroriza a morte?
Porque… não sabemos VIVER!

Jesus volta a dizer-nos: «Feliz o servo a quem o senhor, ao chegar, encontrar assim ocupado.»
Ocupa-te das coisas da Casa do Teu Pai.
Sacrifica a tua vida, o teu coração, a tua família, a tua casa, o teu tempo…

Para hoje e para todos os dias vamos rezar…
Com a Fé forte e firme de que Deus nos ama, incondicionalmente…
Com obediência e com sabedoria…
Como quem sabe esperar e como quem anseia a Esperança de um tempo novo…
Através de gestos fervorosos onde nasce o verdadeiro amor…
Com uma certeza plena: Quem tem Deus na sua vida, sabe que o sacrifício tem um outro valor!

Para nos dar alento e coragem na jornada cantemos a estrofe do Salmo 32:

Os olhos do Senhor estão voltados
para os que O temem,
para os que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas
e os alimentar no tempo da fome.

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos