Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o XXVII Domingo do Tempo Comum - Ano C - 2 de 0utubro de 2022

 

 

XXVII Domingo do Tempo Comum

Ano C

«Fé…»

 

Não podemos definir a Palavrinha Fé.
Duas letras bem unidas que dão origem a uma misteriosa combinação.
São como duas cores inúteis, que quando se misturam deslumbram o brilho do olhar com tamanha beleza.
A Fé tem o peso e a medida infinita para quem anseia a felicidade.
É urgente ser um condutor de Fé.
Ter Fé é ter tudo… E tu? Tens Fé?

Perante a adversidade no caminho…
As dúvidas que nos avassalam…
As trevas que nos cobrem o rosto…
As injustiças que nos aprisionam…
Os medos que nos dominam…
Os silêncios que nos afastam do perdão…
As mãos que se fecham… ergamos bem alto a bandeira da Fé!

Hoje, o 27º Domingo do Tempo Comum, do Ano C, abandona um apelo no ar:  «Aumenta a nossa fé»

É no abandono total que a Fé floresce e crescemos como Filhos muito amados de Deus.
Quando não encontras explicação: Tem Fé!
Quando os becos são maiores do que as saídas: Tem Fé!
Quando tudo te oferece o sabor amargo do fel: Tem Fé!

A Fé levar-te-á até onde Deus te quer encontrar.
Não hesites!
Nas palavras, nos passos, na escuta, no olhar, no abraço: coloca Fé!

Para esta semana e para toda a tua vida: Fé!
Palavra pequenina que faz de mim e de ti seres humanos enormes!

 

Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
GEJ | Igreja da Lapa| 23 Fev 2016
35º Aniversário - Grupo Esperança Jovem
Grupo Esperança Jovem da Lapa
PARTILHAR IMPRIMIR
 

35º Aniversário

Grupo Esperança Jovem da Lapa

 

2º Domingo da Quaresma - Ano C

20 de Fevereiro de 2016

 

 

 

«E foi Deus que nos fez chegar até aqui!»

 

Antes da entrada do sacerdote

 

Emília: Jesus, para explicar os seus conceitos, contava histórias…

Histórias de vidas, histórias de rostos, histórias de verdadeiro amor!

Também nós temos uma história para contar,

Uma história cuja descendência, já gerou frutos!

São rostos visíveis de Cristo,

Que passaram por cá com uma missão…

De amar e ser amor,

De deixar descendência na fé,

De espalhar ao mundo Cristo e ser Cristo para o mundo!

 

Francisco: “Olha para o céu e conta as estrelas, se as puderes contar”

 

Emília: Quando as portas dos nossos sonhos se abrem,

conseguimos ver a misericórdia divina.

…Ver o que já fomos, o que somos e o que poderemos vir a ser!

Se olharmos para o fundo da nossa história,

também conseguimos ver tantos pés que por cá passaram…

A nossa descendência numerosa!

E claro que não faltaram dores nas costas, nos joelhos…

Dores nos pés…

Mas sabíamos que mais do que sentir todas essas dores,

A dor de desistir seria a pior!

E porque a Tua Misericórdia, Senhor, é infinita

Lutamos, anunciamos… (Abrir as portas)

…e damos todo o amor que vive em cada um de nós!

Assim, conseguiremos acolher o maior presente…

…a descendência que Tu nos dás

e a reconciliação que nos faz ser os teus amados filhos.

 

Cântico: Dar mais

 

 

 

Ofertório

 

Cristo Jesus,

(Pessoa vestida de Jesus)

Tu, de braços abertos para nos receber…

(pessoa que leva a Pomba abraça JC)

Aceita, nos Teus braços cansados de tanto esperar,

todas as nossas fraquezas,

todos os nossos passos em falso,

todas as nossas quedas e desânimos,

tudo que de tão humano temos para Te glorificar e,

juntamente com aqueles que escolhestes

possamos ver a Tua transfiguração um dia…

(Pomba branca)

Sim! Ver a Tua glória, reinar no mundo que criaste,

 (Mundo)

que teve a possibilidade de Te ver em Deus,

mostrando o Teu amor por nós e,

que até nos tornaste numerosos como as estrelas do Céu

ou as areias do mar…

(Areia)

Aceita o pão e o vinho (Pão e Uvas),

que até Ti elevam todo o nosso compromisso de Cristãos

e mostram o fruto do trabalho dos Homens para Te honrar e louvar.

(pessoa que vai levar o coração abraça JC)

Faz de nós, Senhor, Teu refúgio, morada…

…e que saibamos ser apóstolos nesta terra abençoada.

(Coração no mundo)

Em Tuas mãos, deixamos toda a caminhada,

que este grupo percorreu e que continuará a percorrer!

(Bonecos verdes à volta da igreja - leitor)

 

 

AÇÃO DE GRAÇAS

 

Denise : Jesus,

nada se compara a uma velha Amizade, Tu bem sabes!

Tu também quiseste ter amigos.

Escolheste-os! Escolheste-nos!

Hoje estamos aqui, orgulhosos, a festejar 35 anos de Amizade!

Somos os mesmos de ontem? Não! 

Isso não importa...

Cada novo amigo que ganhámos, aperfeiçoou-nos, enriqueceu-nos.
Não pelo que nos deu, mas pelo que nos revelou de nós mesmos...

Os momentos que passámos juntos, a falar de Ti, pareciam voar à velocidade da luz... 
Nós, tal como Pedro, João e Tiago, queríamos ficar ali, para sempre,
naqueles momentos onde esquecemos o resto do mundo...
e apenas Tu...apenas a alegria da Amizade tem valor!

Todo este caminho percorrido: os obstáculos ultrapassados, as vitórias conquistadas, as experiências partilhadas, a felicidade de atingirmos todos os objetivos a que nos propusemos, ajudaram-nos a criar laços de confiança (Bruno coloca o laço do P. Telmo),
laços de alegria (Margarida coloca o laço da Glórinha),
de respeito, ternura, união...

Há uma ponte - feita de amor,  lembranças, alegrias e tristezas - que nos une a todos.

Criamos raízes profundas, que nos alimentam e fortalecem a nossa vida.

Por cada dificuldade ultrapassada,

Por cada lágrima derramada,

Por cada abraço de perdão,

Por cada amigo que ganhámos ao longo destes 35 anos,

Obrigada Jesus!
Torna-nos capazes de continuarmos a criar laços de um verdadeiro Amor!
Torna-nos capazes de PARTIR para mais um ano, mais um duro caminho, mais uma aventura...
Torna-nos capazes de juntos, SEMEARMOS a Tua Palavra!"

(Guilherme coloca as sandálias na Cruz)

 

Cântico: Podes partir

PARTILHAR IMPRIMIR
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos