Arquidiocese

Ano Pastoral 2020+2021

"Uma Igreja sinodal e samaritana"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Departamento Arquidiocesano da Pastoral Universitária
Departamento da Pastoral Universitária | 25 Mar 2021
Narrativas de quarentena de uma jovem universitária (2ª temporada)
Marta Ferreira, Ciências da Comunicação (área de Relações Públicas e Publicidade) | UMinho
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Servir. Servir é estar atento, é ser o sujeito do verbo agir acompanhado de amor e despojado de restrições e moderações. Servir é dar quanto se tem, despor-se do próprio ego e, muitas vezes, baixar a guarda.  

Enquanto jovem cidadã, escuteira católica e universitária vejo no serviço um ideal de vida e, ao mesmo tempo, um dos grandes desafios com que me comprometo todos os dias.  

Enquanto jovens, somos 100% do futuro e cabe-nos questionar em que mundo queremos viver, qual o exemplo que queremos transmitir e, no fim, dar resposta através das nossas ações e atitudes, porque é através delas que transparecemos as nossas vontades e os nossos ideais. Enquanto jovens, devemos querer descobrir qual o nosso propósito e lugar no Universo, pois só assim daremos frutos. Enquanto jovens, acredito que podemos ser o motor das nossas comunidades.  

No entanto, servir nunca deixará de ser um desafio.  

A nós, cabe-nos estar disponíveis, alerta, ser ágeis na resposta nos momentos em que somos chamados e propormo-nos quando sentimos que fazemos falta. Compete-nos ter abertura para explorar os mundos que desconhecemos e fazermo-nos acompanhar do sentido de comunidade, que tanto nos protege.  

Aos outros, cabe-lhes também a mesma atitude de disponibilidade, mas para nos receber enquanto indivíduos com novas mentalidades, novos métodos, novas formas de ver o mundo. Compete-lhes aceitar novas perspetivas, como quem olha para o mesmo problema, mas através de ângulos diferentes. Da mesma forma, compete-lhes ser provocação. Pois, nós jovens, precisamos de ser incitados a agir num mundo cada vez mais individualista, cheio de estímulos que nos deixam rodeados de pensamentos gananciosos, tecnologias viciosas e rotinas frenéticas, que nos afastam progressivamente do toque, do olhar profundo, da capacidade de admirar o outro e de apreciar o mundo.  

E, no momento de equilíbrio em que se suprimem estas barreiras, acontece magia!  

Nós exploramos a infinitude da nossa criatividade, improvisamos e enfrentamos a frustração. Descobrimos, então, capacidades que jamais imaginaríamos, por nos termos permitido ser autênticos, estar ligados e, ao mesmo tempo, saber ser desligados. Em cada desfecho, recebemos em dobro tudo aquilo que demos.  

Os outros, reconhecem-nos um sentido de responsabilidade, dão credibilidade às nossas decisões e liberdade às nossas ações. Tornam-nos capazes e permitem-nos ser e fazer mais.  

Para mim, tudo isto é servir e tudo isto é possível.  

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano da Pastoral Universitária
Contactos
Morada

Rua do Vilar, Gualtar
4710-453 Braga

TEL

253690448/914541063

Coordenador

P. Eduardo Jorge da Costa Duque

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui