Arquidiocese

Ano Pastoral 2020+2021

"Uma Igreja sinodal e samaritana"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Vida Nueva Digital | 11 Mai 2021
Um em cada dez espanhóis recebe alguma ajuda social da Igreja
Mais de quatro milhões de pessoas foram atendidas em 2019 num centro de assistência católica, de acordo com o Relatório Anual de Actividades da Igreja.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Rémi Walle

Mais de quatro milhões de pessoas em Espanha foram atendidas nos 9.163 centros de assistência social católica em 2019. Ou seja, um em cada dez espanhóis recebe algum tipo de ajuda da Igreja. É um dos números que emergem do Relatório Anual de Actividades da Igreja, que analisa o trabalho no ano pré-pandémico.

“Este relatório é um exercício de responsabilidade, prestação de contas e transparência, mas sobretudo de gratidão a todos aqueles que o tornam possível”, afirmou em conferência de imprensa o secretário-geral da Conferência Episcopal Espanhola, Luis Argüello. Um argumento mantido também pela directora do Gabinete de Transparência do Episcopado, Ester Martín: “A Igreja tem uma resposta para os dramas que estão na rua e está presente nas carências e em todos os problemas da sociedade: os idosos, os que sofrem com o desemprego, migrantes, mulheres que sofrem violência”.

 

Com garantia externa

O relatório, validado pela auditora PWC, mostra a radiografia da contribuição da Igreja para a sociedade através das 70 dioceses, com 22.993 paróquias e 16.960 padres, e os 441 institutos com 37.286 religiosos em 4.641 comunidades.

“Falamos da vida da Igreja com os óculos da pandemia de 2021, mas os dados falam de 2019, o que nos faz valorizar ainda mais a forma como todos têm respondido à emergência sanitária”, apontou o porta-voz dos bispos, destacando que nesta conjuntura “a Igreja surge tal como é,  uma proposta de amor que deve prestar cuidados, solidariedade e companhia”.

 

Mais espaços de ajuda

Em todo caso, só nos últimos nove anos, os centros assistenciais da Igreja aumentaram 71,69%, chegando a 9.163, número que mostra como a comunidade cristã reagiu à crise de 2008 redobrando esforços, uma percentagem certamente irá disparar quando se elaborar o relatório referente a 2020. Estes dados incluem o enorme trabalho realizado por instituições como a Cáritas, que teve sucesso graças à entrega de 80.995 voluntários e 5.571 trabalhadores em 5.597 centros e serviços.

Neste mapa eclesial é possível ver como mais de 9,3 milhões de pessoas participam na eucaristia regularmente. No total, mais de 9,5 milhões de Eucaristias são celebradas por ano em Espanha e o trabalho dos sacerdotes traduz-se em mais de 30 milhões de horas por ano de entrega. Assim, em 2019, foram celebrados 175.844 batismos, 204.618 primeiras comunhões, 124.258 confirmações e 36.650 casamentos.

 

O papel educacional

A esses dados vinculados à comemoração, somam-se, por exemplo, os 2.564 centros educacionais que empregam 130.925 pessoas e onde estudam 1,52 milhões de alunos. Só os colégios privados com contrato de associação com o Estado – agora ameaçados pela Lei Celaá – poupam ao Estado 3.722 milhões de euros.

O relatório relembra ainda a entrega dos 10.893 missionários espanhóis presentes em 135 países. Nesse olhar para o exterior é de destacar também a acção da “Manos Unidas”, que alcança 6 milhões de pessoas como beneficiárias indirectas através de 540 projectos, graças aos seus 5.788 voluntários.

 

Património cultural

O estudo do Episcopado também compila as receitas do património cultural da Igreja a título de contribuição para a sociedade, através dos 3.290 imóveis que estão sob a sua tutela. No total, foram realizados 486 projectos de conservação, restauração e construção de templos, com um investimento de quase 62 milhões de euros.

O relatório também inclui os dados definitivos sobre a consignação tributária referente à Declaração de Rendimentos. No total, os contribuintes doaram à Igreja 301,3 milhões de euros, 16 a mais que no ano anterior.

“De acordo com o que conseguimos comprovar todos estes anos, cada vez rende mais o dinheiro que se recebe”, sublinhou Ester Martín, explicando que “só em em termos de educação, multiplica-se por dez o valor recebido através da cruz assinalada na Declaração de Rendimentos".

 

Artigo de José Beltrán, publicado em Vida Nueva Digital, a 11 de Maio de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Espanha  •  Solidariedade  •  Igreja  •  serviço social
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui