Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
Dacs com vatican News | 24 Set 2021
Cardeal Woelki faz uma pausa, mas tem a confiança do Papa Francisco
Depois de examinar os resultados da Visita Apostólica à Arquidiocese alemã para verificar a gestão dos casos de abusos sexuais, o Papa acolheu o pedido do Cardeal de um período de descanso, afirmando que conta com ele. Demissões dos dois auxiliares Puff e Schwaderlapp foram recusadas.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Vatican Media

O Papa Francisco aceitou o pedido do Cardeal Rainer Maria Woelki, Arcebispo de Colónia, de passar “um tempo espiritual fora da diocese”, de meados de Outubro até ao início da Quaresma do próximo ano, reiterando, no entanto, que continuará a ter confiança no Cardeal.

O anúncio foi feito através de um comunicado de imprensa da Nunciatura Apostólica na Alemanha, emitido pela Arquidiocese de Colónia e pela Conferência Episcopal Alemã.

O comunicado refere-se às decisões do Santo Padre, amadurecidas depois de ter “tomado atento conhecimento” dos resultados da Visita Apostólica à Arquidiocese realizada de 7 a 14 de Junho pelo Cardeal Arcebispo de Estocolmo, Anders Arborelius, e pelo Bispo de Roterdão, Johannes van den Hende, que examinaram a complexa situação pastoral determinada pela questão dos abusos.

 

Refutar as acusações contra Woelki

A respeito do Cardeal Woelki – afirma o comunicado – “não parece que na gestão dos casos de abuso sexual tenha agido contra a lei”.

As acusações contra o purpurado por encobrir os casos foram refutadas pela documentação examinada pela Santa Sé e pelos factos entretanto revelados.

Em vez disso – relata o comunicado – “emergiu a determinação do Arcebispo de enfrentar o crime de abuso, de cuidar das vítimas e de promover a prevenção”.

“Na gestão geral do tema, porém, sobretudo no plano da comunicação, o Cardeal Woelki também cometeu grandes erros. Isso contribuiu essencialmente para a crise de confiança na Arquidiocese”, é possível ler.

 

Uma pausa para um momento de renovação

Na semana passada, o Papa Francisco recebeu Woelki para uma longa conversa.

“O Santo Padre conta com o Cardeal Woelki e reconhece a sua fidelidade à Santa Sé e o seu empenho pela unidade da Igreja. Ao mesmo tempo, é claro que o Arcebispo e a Arquidiocese precisam de uma pausa, um tempo de renovação e reconciliação”, diz o comunicado da Nunciatura.

Até ao regresso de Woelki, o Bispo auxiliar Rolf Steinhäuser irá cuidar da Arquidiocese, na qualidade de administrador apostólico sede plena.

 

Renúncias dos Bispos auxiliares Puff e Schwaderlapp rejeitadas

Por outro lado, o Papa, tendo examinado as informações recebidas dos visitantes apostólicos, decidiu não aceitar as demissões dos dois Bispos auxiliares de Colónia, Dominikus Schwaderlapp e Ansgar Puff.

Sobre ambos, segundo o comunicado, “foram encontrados vícios de gestão, mas não a intenção de encobrir os abusos ou de ignorar as vítimas”.

Assim, o Monsenhor Puff reassumirá o seu cargo de forma imediata, enquanto o Monsenhor Schwaderlapp pediu para exercer o ministério pastoral por um ano na arquidiocese de Mombaça, no Quénia, antes de retomar o trabalho em Colónia.

Artigo original de Vatican News, publicado a 24 de Setembro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui