Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Currents News | 8 Nov 2021
Esperança em oceano aberto: como um sacerdote católico resgata migrantes que atravessam o Mediterrâneo
A agência humanitária "Open Arms" ajuda a resgatar aqueles que são abandonados em águas internacionais, tentando fugir de guerras, perseguições e pobreza.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © CN

Foi isto que o padre Luigi Usubelli viu: um barco de madeira que transportava 70 migrantes, incluindo quatro crianças e seis mulheres, a boiar no mar Mediterrâneo.

“Não podes ficar parado quando vês isto”, disse o padre Usubelli. “Não podes simplesmente assistir. Tens que agir”.

O padre Usubelli entrou em acção ao ajudar a içá-los a bordo de um barco usado pela organização sem fins lucrativos espanhola “Open Arms”.

“Foi uma experiência muito especial”, disse o padre Usubelli. “Estar no meio do mar e ver em primeira mão a coragem destas pessoas que sobem para um barco, sem recursos, e esperam no meio de um mar agitado, é uma experiência poderosa”.

A agência humanitária ajuda a resgatar aqueles que são abandonados em águas internacionais, tentando fugir de guerras, perseguições e pobreza. Mas diz que milhares estão a morrer na tentativa de chegarem a uma costa segura.

É por isso que o Papa Francisco visitou Lampedusa em 2013, logo após a sua eleição. A ilha na costa da Sicília é o principal destino de migrantes da África, Oriente Médio e Ásia que procuram entrada na Europa.

A preocupação do Santo Padre com os migrantes tem estado no centro do seu pontificado desde então. Todos os anos, celebra uma missa para comemorar a visita e falar sobre as condições que os refugiados enfrentam quando chegam à costa.

“Não podem imaginar o inferno que eles vivem nesses campos de detenção”, disse o Papa Francisco. “Essas pessoas vieram com apenas uma esperança de cruzar o mar”.

Sete anos após a visita do pontífice a Lampedusa, uma aliança global de organizações sem fins lucrativos designou o 8 de Julho como o “Dia Internacional do Mar Mediterrâneo” num esforço para aumentar a consciencialização sobre a situação dos migrantes e refugiados.

 

Artigo de Currents News, pulicado a 4 de Novemro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Migrantes  •  Refugiados  •  Mediterrâneo  •  Lampedusa  •  Papa Francisco
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui