Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
Dacs com Vida Nueva Digital | 25 Nov 2021
Cardeal Scola: “O aparecimento de Francisco como Papa foi um murro no estômago"
Cardeal explicou que Jorge Mario Bergoglio era o que faltava para “erguer a Igreja na Europa, que sofre de fadiga”.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

“O aparecimento de Francisco como Papa foi um saudável murro no estômago que o Espírito Santo usou para nos acordar”.

Gerard O'Connell, jornalista da America Magazine, não pôde deixar de perguntar ao cardeal Angelo Scola numa entrevista sobre essa frase impactante, recolhida a partir do seu livro biográfico “Betting on Freedom: My Life in the Church” (“Apostando na Liberdade, a minha Vida na Igreja”.

“Vejo a eleição de Francisco a partir da perspectiva de que as nossas igrejas na Europa estão cansadas”, explicou o cardeal.

“A sua personalidade, a sua formação, a sua experiência, principalmente em Aparecida, onde Bergoglio surgiu com força e nos chamou a atenção. Além disso, a sua forma de abordar pessoalmente as pessoas pode até descongelar algumas situações e levantar a Igreja na Europa, que sofre de cansaço”, afirmou.

Nesta entrevista exclusiva com o correspondente da America Magazine no Vaticano, o purpurado falou também sobre a sua estreita relação com os Papas João Paulo II e Bento XVI e a sua preocupação com o declínio da fé cristã na Europa. Também defendeu vigorosamente o Papa Francisco contra ataques de dentro da própria Igreja. “O Papa é o Papa”, lembrou, observando que “atacar o Papa é prejudicar a Igreja”.

 

Discrepâncias, mas com respeito

Scola, que esteve presente nos conclaves em que Bento XVI e Francisco foram eleitos, reconheceu que antes de entrar na Capela Sistina para o conclave de 2013, “nunca imaginou” que o cardeal Jorge Mario Bergoglio seria eleito Papa.

“Logo após a sua eleição, não estávamos distantes um do outro, o Papa levantou-se, aproximou-se de mim e deu-me um abraço muito forte”, lembrou.

A respeito dos ataques a Francisco no seio da Igreja, Scola indicou que “é claro que se pode dizer, com o devido respeito, que não se entende esta ou aquela escolha feita pelo Papa”.

“Mas, ao mesmo tempo, deve fazer-se o possível para compreender plenamente o que o Papa propõe. Seria prejudicial para a Igreja se não fosse assim”, concluiu.

Artigo de Vida Nueva Digital, publicado a 25 de Novembro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Angelo Scola  •  Papa Francisco  •  Europa  •   •  Catolicismo
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui