Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com The Art Newspaper | 2 Dez 2021
Desenho proposto pela Igreja Católica para o interior de Notre Dame provoca indignação
Planos para renovar a Catedral destruída pelo fogo com arte contemporânea e projecções multilingues de citações da Bíblia foram comparados à Disneyland.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © © RNDP / David Bordes

O interior da Catedral de Notre Dame em Paris, devastado pelo fogo, será mais parecido com a Disneyland do que com o local de culto mais emblemático de França quando for reaberto após um grande restauro? Assim temem os críticos indignados com o novo design para o monumento – planeado por autoridades da Igreja Católica – que foi apresentado durante uma videoconferência no início deste ano.

Embora o projecto não tenha sido formalmente anunciado, o Padre Gilles Drouin apresentou uma visão geral durante uma conferência online em Maio para a Secretaria Geral da Educação Católica em França, publicada no YouTube. Na sexta-feira passada, o jornal conservador britânico The Telegraph denunciou a reimaginada Notre Dame como uma “Disneyland politicamente correcta” e um “showroom experimental”.

O padre Drouin, director do Instituto Litúrgico de Paris, disse durante a apresentação que foi escolhido há dois anos pelo arcebispo de Paris, Michel Aupetit, para “renovar o espaço interno” da Catedral. Propõe um percurso de som e luz ao longo das capelas laterais, proporcionando um “diálogo fecundo com a arte contemporânea”. Planeia substituir “as cadeiras de palha, que ocupam 80% do espaço” por luminosos “bancos móveis”. A maioria pode ser removida durante a semana para deixar mais espaço aos visitantes. Os altares das capelas também seriam deslocados e apenas quatro confessionários mantidos no piso térreo.

Drouin explicou que Notre Dame “não foi adaptada para lidar com um grande número de turistas”, que subiu para 12 milhões antes de a Catedral ser devastada por um incêndio em 2019. Os visitantes “vêm por diferentes motivos, a maioria deles de origem não cristã ou pós-Culturas cristãs ”. Assim, as capelas, algumas das quais poderiam ser renomeadas em homenagem à Ásia, África e outros temas, devem exibir “múltiplas ofertas”, como projecções leves de citações da Bíblia em línguas estrangeiras, incluindo Chinês. Drouin mostrou desenhos com uma janela de vitral e uma parede da capela coberta por uma pintura abstracta contemporânea de nuvens.

“É Notre Dame de Paris transformada em Disneyland”, afirma o arquitecto parisiense Maurice Culot, autor de vários livros sobre arquitectura religiosa no século XIX. “Não faz sentido nenhum”, disse ao The Art Newspaper.

“Estamos a reconstruir a Catedral e a torre como eram, com materiais antigos como pedra, madeira e chumbo, e agora teremos um parque temático para turistas estrangeiros no seu interior. Por que é que o projecto não foi confiado aos mesmos arquitectos para manter a unidade entre o interior e o exterior do edifício?”, questionou.

Salientando que em França as igrejas e catedrais são propriedade do Estado, pergunta: “Como é que um sacerdote poderia escolher, sozinho, a decoração interior de uma catedral que pertence ao património universal da humanidade e está a ser reconstruída com doações provenientes de todo o mundo?”.

As preocupações de Culot são partilhadas pelo historiador francês de arquitectura Alexandre Gady, autor de um livro sobre a história de Notre Dame.

“Obviamente, o projecto carece de amplitude e profundidade”, diz Gady. No entanto, teme mais pelo destino do átrio da catedral, que é propriedade da cidade, e deplora a transformação planeada do histórico hospital próximo, o Hôtel Dieu, num centro comercial.

A proposta de reforma do interior de Notre Dame do Padre Drouin será submetida à comissão do património cultural nacional de França a 9 de Dezembro e a Ministra da Cultura, Roselyne Bachelot, poderá ter a palavra final em questões como a remoção dos vitrais antigos. Mas Culot defende que o governo “já aprovou um compromisso ao deixar à Igreja a iniciativa para o interior da catedral”.

O padre Drouin negou que a reforma proposta para Notre Dame seja radical.

“Durante oito séculos, Notre Dame de Paris passou por uma evolução constante e a Igreja pretende renovar a tradição de encomendas a artistas vivos”, diz. Em entrevista esta semana à AFP, a agência de notícias francesa, defendeu os planos de receber visitantes “que nem sempre são de cultura cristã”, acrescentando que Notre Dame assistiu a mais visitantes da China acenderem velas numa capela dedicada a um mártir chinês após a instalação de textos explicativos em Mandarim.

Enquanto isso, Jean-Louis Georgelin, o general do exército que lidera a agência especial responsável pela reconstrução de Notre Dame, está a trabalhar contra o relógio para honrar o compromisso assumido pelo presidente Emmanuel Macron de reabrir o monumento antes dos Jogos Olímpicos de 2024 em Paris.

Os especialistas já admitem que as obras não serão concluídas e a torre não será reconstruída até então, mas Georgelin prometeu realizar um serviço Te Deum na Catedral a 16 de Abril de 2024, marcando o quinto aniversário do incêndio catastrófico. Certamente poderia passar sem uma controvérsia que poderia atrasar ainda mais o restauro.

O mais recente debate acontece uma semana depois de o arcebispo de Paris ter apresentado a sua renúncia ao Papa, depois de a imprensa afirmar que teve um caso com uma mulher em 2012. Michel Aupetit, que teria sido criticado pelo seu estilo de gestão autoritário, reconheceu uma relação “ambígua”, mas disse que era platónica.

 

Artigo de Vincent Noce, publicado no The Art Newspaper a 1 de Dezembro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Notre Dame  •  Paris  •  França  •  Restauro  •  Arquitectura  •  Arte Contemporânea
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui