Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Vatican News | 10 Mar 2022
O processo sinodal no Gabão: assegurar aos fiéis leigos que a sua voz conta
O coordenador da consulta sinodal na Arquidiocese de Libreville, no Gabão, África, o padre Jean Davy Ndangha Mbome, disse que inicialmente os fiéis da diocese não tinham certeza se as suas vozes realmente contariam para o processo.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DR

“Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão” é o tema da 16ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos convocada pelo Papa Francisco para Outubro de 2023.

No entanto, antes da reunião de 2023, o Papa Francisco ordenou um processo de consulta sinodal mundial, actualmente a acontecer em todas as dioceses do mundo.

 

Indiferença inicial e cepticismo

Em entrevista ao Vatican News, o padre Jean Davy Ndangha Mbome disse que as consultas sinodais na Arquidiocese de Libreville estão a progredir bem, apesar dos obstáculos iniciais.

O coordenador observa que, no início das consultas, os fiéis leigos estavam em dúvida e bastante indiferentes em relação ao processo diocesano sugerido. Não tinham a certeza se as suas vozes e opiniões realmente contariam para alguma coisa. É um cepticismo que se justifica, disse o padre Mbome, “pela falta de informação sobre o que o sínodo vai ser”.

Foram necessárias várias semanas de explicações e esforços de comunicação para superar a indiferença e o cepticismo entre os paroquianos da Arquidiocese de Libreville.

 

Valorizando a dinâmica sinodal

“A comissão diocesana encarregada de realizar as consultas persistiu na sensibilização e mobilização em várias paróquias. Os fiéis agora apreciam, compreendem e abraçaram a dinâmica sinodal. O entusiasmo está a crescer em torno deste processo sinodal desejado pelo Papa”, explicou o sacerdote.

Não tendo cedido ao desânimo, os católicos de Libreville agora têm grandes esperanças para o próprio Sínodo.

 

A Igreja diz respeito a todos

No geral, disse o padre Ndangha, os fiéis católicos leigos na Arquidiocese de Libreville esperam romper com uma certa visão clericalista da Igreja, “vista estritamente como uma Igreja do Papa, bispos e padres”.

O padre Ndangha acrescenta: “Só depois de apresentar a Igreja como o Povo de Deus se pode evocar a hierarquia. Por outras palavras, a hierarquia da Igreja está ao serviço de todo o Povo de Deus – uma hierarquia de serviço e não de dominação”.

E continuou: “As pessoas realmente querem que o rosto da Igreja mude. Querem que a Igreja lhes dê o seu lugar de direito para que se possam envolver verdadeiramente nele, conscientes de que a Igreja diz respeito a todos”, disse o padre Ndangha.

Além disso e mais importante, acrescentou, os fiéis também precisam de estar conscientes da sua própria responsabilidade no que diz respeito ao clericalismo na Igreja.

 

Artigo de Donatien Nyembo, SJ, publicado no Vatican News a 10 de Março de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Sínodo  •  Sinodalidade  •  Leigos  •  África  •  Gabão  •  Escuta  •  Processo Sinodal
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui