Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Vida Nueva Digital | 28 Abr 2022
Enzo Bianchi abre um novo centro de espiritualidade a poucos quilómetros de Bose
O fundador da famosa comunidade monástica lançou o seu projecto "Casa della Madia”.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DR

"Com a ajuda de amigos e com uma hipoteca de dez anos, comprei uma casa de campo na aldeia de Albiano, onde poderei viver em paz os últimos anos da minha vida”.

Este é o anúncio feito por Enzo Bianchi, fundador da comunidade monástica Bose, no norte da Itália. O líder carismático, que foi afastado da sua fundação – não sem complexas resistências – após uma visita do Vaticano, estava recolhido numa casa na sua cidade natal, Turim.

Assim, Bianchi, que completou 79 anos no dia 3 de Março, agora irá voltar-se para o lançamento do abrigo “Casa della Madia” – literalmente “Casa do pão” – na cidade de Albiano d'Ivrea, a cerca de 50 quilómetros de Turim e apenas cerca de 15 quilómetros de Bose.

Na sua comunicação, através do seu blogue, destacou que esta casa é "um lugar de oração, de encontro, de fraternidade e de irmandade”.

 

Fim do exílio

“Passei pouco menos de dois anos no exílio da comunidade que comecei e na qual vivi cinquenta e cinco anos, mas não posso voltar a Bose para terminar os meus dias de monge na vida fraterna”, explica, enquanto esclarece que não tem intenção de repetir a experiência de Bose.

“Quem gera um filho não pode regenerá-lo nem voltar a dá-lo à luz: cada filho é de certa forma único e não pretendo refazer a comunidade que começou comigo, nem fundar uma nova comunidade religiosa canonicamente reconhecida”.

“Só quero viver como um monge cenobítico e não como um eremita como sempre vivi. À medida que avançarmos, veremos o que o Senhor tem reservado para nós e o que o Espírito Santo nos sugere”, reitera Bianchi, que teve de deixar a comunidade por problemas de autoridade que surgiram quando deixou o cargo de prior dos monges e monjas.

De facto, alguns dos afastados da comunidade acompanharão aquele que foi o seu fundador. Definem a nova casa como um lugar para acolher “aqueles que querem morar com Bianchi, amigos e hóspedes que procuram um lugar de silêncio, diálogo e hospitalidade”.

Nesta casa, reitera Bianchi, haverá sempre “uma mesa posta para partilhar e trocar palavras, afectos e esperanças”.

O fundador de Bose já conta com o site casadellamadia.org e o apoio de um comité presidido pelo ex-presidente de Turim, Valentino Castellani, e outros políticos regionais.

Bianchi deixou Bose definitivamente a 8 de Junho do ano passado e desde então tem participado em diversos eventos da igreja.

Artigo de Mateo González Alonso, publicado em Vida Nueva Digital a 28 de Abril de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Enzo Bianchi  •  Bose  •  Comunidade  •  Oração  •  Hospitalidade  •  Recolhimento
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui