Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Crux | 3 Jun 2022
Bispo Barron diz que a interseção de fé e ciência é parte importante do novo ministério
Barron vem da Arquidiocese de Los Angeles, onde serviu como bispo auxiliar nos últimos seis anos.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Word on Fire via CNS

Quando o bispo Robert Barron acordou às 5 da manhã do costume, no dia 2 de Junho, ao perceber que era o dia de sua nomeação para a Diocese de Winona-Rochester, disse que se ajoelhou e pediu ao Senhor para fazer “dele um bom pastor para o povo da diocese”.

Barron disse que pediu o mesmo antes da sua conferência de imprensa introdutória mais tarde naquela manhã, onde se apresentou ao seu novo rebanho. Ele disse que espera, em primeiro lugar, ser um pai espiritual para os sacerdotes e pessoas da diocese e, em segundo lugar, ser um “pastor com cheiro de ovelha”.

Ou seja: um bispo “à frente do rebanho, em certo sentido, a liderar o caminho, mas também com o rebanho a encorajar, e atrás do rebanho para reunir aqueles que ficaram para trás”.

O arcebispo Christophe Pierre, núncio apostólico nos Estados Unidos, divulgou a nomeação de Barron para a diocese de Winona-Rochester a 2 de Junho. Será formalmente instalado como nono bispo de Winona-Rochester na sexta-feira, 29 de Julho, substituindo o bispo John Quinn, que lidera a diocese desde 2009.

Barron vem da Arquidiocese de Los Angeles, onde serviu como bispo auxiliar nos últimos seis anos. Serviu como presidente do Comité de Evangelização e Catequese da Conferência Episcopal dos Bispos dos EUA de 2017 a 2020, e assumirá o comando do Comité de Leigos, Matrimónio, Vida Familiar e Juventude ainda este ano.

Barron, um nativo de Chicago de 62 anos, também é o fundador do influente apostolado de média católico independente Word on Fire, com sede em Illinois, que acumulou milhões de seguidores. Disse que o seu trabalho com o Word on Fire continuará, citando a sua capacidade de geri-lo em Los Angeles e antes disso no Seminário Mundelein, onde foi membro do corpo docente de teologia e reitor.

“Nunca houve todos esses anos a menor dúvida na minha mente de que a minha principal responsabilidade sempre foi a missão que a Igreja me confiou. O mesmo é válido agora,” disse. “Continuarei o meu trabalho com o Word on Fire, que ao longo dos anos tomou cerca de 10% do meu tempo, mas a minha missão é ser o bispo da Diocese de Winona-Rochester e não há ambiguidade na minha mente sobre isso”.

A Diocese de Winona-Rochester tem 12.282 milhas quadradas no Minnesota e tem uma população total de 597.801, dos quais 134.027 são católicos.

Barron disse na conferência de imprensa que a sua primeira prioridade na diocese será conhecer os paroquianos, padres e religiosos. Delineou suas paixões como a educação católica, alcançando os não afiliados, o cultivo das vocações sacerdotais e a nova evangelização, que descreveu como o “tema mestre” do Vaticano II.

Alcançar os não afiliados foi uma ênfase particular dos comentários de Barron. Observou a importância de muitas faculdades e universidades dentro da diocese e o facto de a Catedral ficar bem perto da Clínica Mayo.

“O diálogo entre religião e ciência é uma das principais razões pelas quais os jovens são não afiliados”, disse Barron. “Eu saboreio a oportunidade dentro do mundo universitário e colegial aqui, dentro deste mundo da Mayo Clinic, de participar nessas conversas.”

Mais tarde, explicou sua mensagem aos não afiliados.

“A minha mensagem para os não afiliados é para darem uma hipótese à religião porque os seres humanos formam igrejas e haverá falhas e pecados, mas as igrejas estão a falar essa grande verdade sobre o bem transcendente que é Deus e somente em Deus a vossa alma estará em paz”, afirmou.

Noutro lugar no Minnesota, o arcebispo Bernard Hebda, de St. Paul e Minneapolis, deu as boas-vindas a Barron numa declaração de 2 de Junho, dizendo que “admirava o seu ministério há muito tempo” e “espera muito colaborar”.

O arcebispo José Gomez, de Los Angeles, chamou Barron de “um homem de oração, com excelente intelecto e um belo zelo para espalhar o amor de Jesus Cristo”, acrescentando que está “certo de que será um grande pastor para a família de Deus em Winona-Rochester”.

Barron também agradeceu a Gomez. Apelidou-o de um dos grandes clérigos de hoje e descreveu a sua forma de governar como uma “masterclass em liderança eclesial”. Ao mesmo tempo, Barron reconhece que está ansioso por ser o ordinário de uma diocese.

“Essa possibilidade animam-me, é implementar uma visão para este lugar… mas tenho que esperar para ver”, disse Barron.

“Como eu disse, tenho que ouvir; como o Papa diz, tenho que descobrir o que está na mente e no coração das pessoas e como é esta igreja, mas estou ansioso por isso”, concluiu.

 

Artigo de John Lavenburg, publicado no Crux a 3 de Junho de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui