Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com vida Nueva Digital | 5 Jul 2022
Papa Francisco despede-se de Hummes lembrando que nunca esquecerá os pobres
“Guardo sempre na memória as palavras que D. Cláudio me disse no dia 13 de Março de 2013, pedindo-me para não esquecer os pobres”, confessa o Papa.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DR

“Guardo sempre na memória as palavras que D. Cláudio me disse no dia 13 de Março de 2013, pedindo para não me esquecer dos pobres”.

É o que afirma o Papa Francisco no telegrama de condolências enviado ao Arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, neste 5 de Julho, após a morte no dia de ontem do Cardeal Cláudio Hummes, OFM.

O Pontífice valorizou “os longos anos do seu dedicado e zeloso serviço, sempre guiado pelos valores evangélicos, à Santa Madre Igreja nos diversos cargos pastorais que lhe foram confiados, tanto no Brasil como na Cúria Romana, e pelo empenho nos últimos anos com a Igreja que caminha na Amazónia”.

Jorge Mario Bergoglio recorda o seu “querido irmão” e transmite a sua “profunda dor” pela perda do ex-prefeito emérito da Congregação para o Clero e “eleva ao Altíssimo os sufrágios para o seu descanso eterno”.

O cardeal morreu ontem no Brasil aos 87 anos devido a um cancro que enfraqueceu a sua condição física nos últimos meses.O seu corpo será velado na Catedral Metropolitana de São Paulo, onde serão celebradas várias missas pelo seu descanso eterno.

Hummes sai sem ruído, com a humildade franciscana que sempre o caracterizou. O cardeal brasileiro ficará para a história como o homem que sussurrou ao ouvido de Francisco: “Não se esqueça dos pobres”.

O próprio Bergoglio assim o disse a 16 de Março de 2013, apenas três dias depois da eleição, numa audiência com os 6.000 jornalistas que cobriram o conclave: “Durante as eleições tive-o ao meu lado: um grande amigo. Quando as coisas ficaram um pouco difíceis, ele confortou-me”.

E continuou: “Quando os votos subiram para dois terços, houve os aplausos de sempre, porque eu tinha sido eleito. E ele abraçou-me, beijou-me e disse: “Não se esqueça dos pobres”.

Artigo de Rubén Cruz, publicado em Vida Nueva Digital a 5 de Julho de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui