Arquidiocese

Horários

Catequese Digital

[+info]

Desejo subscrever a newsletter do Arciprestado de Vila Nova de Famalicão
Vila Nova de Famalicão | 25 Fev 2020
Como podemos semear Esperança?
" Somos uma família que quer aprender a ser melhor e a crescer no amor e no perdão."
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Estamos casados, há quase 28 anos, temos dois filhos (com 26 e 23 anos) e somos uma família cristã.

A nossa família começou no dia do nosso casamento, com o nosso “Sim”. Um “Sim” à presença de Deus na nossa vida, ao amor, ao compromisso, à liberdade, à entrega e doação um ao outro, ao dom da vida, à educação dos nossos filhos, ao perdão e ao querer o bem do outro. Um “Sim” a um projeto de vida, pensado e querido. Um “Sim” diário e permanente, que tentamos aperfeiçoar e melhorar, na procura de ser um para o outro e para os nossos filhos a imagem de Deus, do seu amor infinito e incondicional. Um “Sim” que nos faz ser Igreja, que nos impele a participar nas atividades da paróquia e a frequentar os sacramentos. Um “Sim” à esperança.

Somos uma família com limitações e falhas, imperfeita e inacabada e em constante construção…Uma família que se sente responsável por todos os seus membros, na transmissão de valores e na aprendizagem dos afetos. Uma família que perante as exigências e as agruras vividas, quer aprender a ser melhor e a crescer no amor e no perdão.

Todos os dias nos esforçamos para sermos exemplo, em cumprir com empenho os nossos deveres profissionais e as nossas tarefas domésticas. Somos diligentes em acompanhar e cuidar dos nossos familiares mais velhos e apoiar os restantes familiares e amigos nas dificuldades (quando solicitado).

Somos uma família em caminhada … e nas falhas precisa de compreensão e perdão…  de pôr em prática, a bela oração, “Pai-Nosso”!

Na Exortação Apostólica Amoris Laetitia, o Papa Francisco dizia que quando estivermos ofendidos ou desiludidos, é possível e desejável o perdão; mas ninguém diz que seja fácil. A verdade é que «a comunhão familiar só pode ser conservada e aperfeiçoada com grande espírito de sacrifício. Exige, de facto, de todos e de cada um, uma pronta e generosa disponibilidade para a compreensão, a tolerância, o perdão, a reconciliação.

Quando conseguimos perdoar, sentimos que semeamos esperança na nossa família, para a nossa família e para todas as outras famílias.

Família Almeida

PARTILHAR IMPRIMIR
Arciprestado de Vila Nova de Famalicão
Contactos