Arquidiocese

Ano Pastoral 2020+2021

"Uma Igreja sinodal e samaritana"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Ano Pastoral
DACS | 6 Abr 2018
V Tema: "Esperar sem desfalecer"
Durante 38 anos, um paralítico espera junto à piscina de Betzatá. Tendo em conta a sua condição de paralítico e a falta de ajuda, não é de estranhar que ele nunca fosse o primeiro a chegar à água quando o anjo do Senhor agitava as águas. Todavia, a esperança perseverante foi recompensada por Jesus.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DACS

1Depois disto, havia uma festa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém. 2Em Jerusalém, junto à Porta das Ovelhas, há uma piscina, em hebraico chamada Betzatá. Tem cinco pórticos, 3e neles jaziam numerosos doentes, cegos, coxos e paralíticos, que esperavam o movimento da água 4porque o anjo do senhor descia, de tempos a tempos, à piscina e agitava a água; e o primeiro que nela entrasse, depois da agitação da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. 5Estava ali um homem que padecia da sua doença há trinta e oito anos. 6Jesus, ao vê-lo prostrado e sabendo que já levava muito tempo assim, disse-lhe: «Queres ficar são?» 7Respondeu-lhe o doente: «Senhor, não tenho ninguém que me meta na piscina quando se agita a água, pois, enquanto eu vou, algum outro desce antes de mim». 8Disse-lhe Jesus: «Levanta-te, toma a tua enxerga e anda.» 9E, no mesmo instante, aquele homem ficou são, agarrou na enxerga e começou a andar.

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Ano Pastoral
Contactos

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui