Informações


Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Juntos no caminho de Páscoa"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter de Departamento Arquidiocesano para as Missões
O Conquistador | Ocua, Pemba, Moçambique| 22 Jun 2022
Doroteia
Fátima Castro, Equipa Missionária Salama!
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Fátima Castro | Ocua, Pemba, Moçambique

A Doroteia tem apenas 16 anos e muitas histórias para contar. Vive com a mãe, uma irmã mais velha e duas irmãs pequeninas. Desde os catorze anos que está prometida em casamento e a família alargada entende que, só “matrimoniando”, poderá ajudar a família nuclear. Na cultura macua, os 10 – 12 anos ditam o futuro das jovens raparigas. Enquanto que, em Portugal e muitas outras partes do mundo, as raparigas com esta idade sonham com um futuro brilhante, noutras partes - incluindo Moçambique - ainda são confrontadas com muitos obstáculos.

A Doroteia, apesar das pressões da família, da comunidade e da sociedade, quer estudar. Diz que gosta de ler e saber coisas novas… Por isso visita, assiduamente, a casa da missão e nestas visitas vai partilhando as suas dificuldades. A mãe, apesar de muito jovem, está doente. Numa das visitas à casa dizia-me que não queria morrer sem antes saber que todas as filhas estavam na escola. Contrariamente aos restantes membros da família, valoriza a educação como uma prioridade e a certeza de um futuro melhor. Acredita que a educação é uma das formas de luta contra a pobreza e contra as desigualdades.

Em Moçambique, investir nas raparigas requer uma ação imediata. Por isso o Salama!, procurando promover a escolarização das raparigas no ensino secundário, deu vida a um projeto de distribuição de material e uniformes escolares e comparticipação no valor da propina. Nas visitas às comunidades a equipa procura sensibilizar para a importância da educação e igualdade de oportunidades.

Ainda é longo o caminho que temos que percorrer para assegurar que as raparigas consigam ultrapassar barreiras que as ajudem a aceder aos direitos básicos. E para isso, é crucial que se continue a combater uma serie de práticas discriminatórias vividas pelas raparigas, e que lhes limita a capacidade para fazer escolhas na vida até à idade adulta. Todavia, é possível vislumbrar um futuro diferente para milhões de raparigas em Moçambique. É possível vislumbrar um futuro diferente para a Doroteia. Sim, eu acredito.

Artigo publicado no Jornal O Conquistador de 22 de junho de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
CMAB  •  Salama!  •  O Conquistador  •  Paróquia de Ocua  •  Diocese de Pemba  •  Moçambique
Departamento Arquidiocesano para as Missões
Contactos
Morada

Rua de São Domingos, 94b
4710-435 Braga

Coordenador

Sara Poças

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui