Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com Agência Ecclesia/Vatican News | 14 Out 2021
Francisco defende direito à objecção de consciência
Francisco questionou a “moda” de querer impedir a objecção de consciência em alguns países.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Vatican News

O Papa defendeu esta quinta-feira o direito à objecção de consciência. Num encontro com membros da Sociedade Italiana de Farmacêutica Hospitalar, no Vaticano, Francisco destacou que estes profissionais devem estar “sempre ao serviço da vida humana”.

O líder da Igreja Católica afirmou que esse serviço pode, “nalguns casos, envolver a objecção de consciência, que não é infidelidade, mas, pelo contrário, fidelidade à sua profissão, se validamente motivada”, explicou.

Francisco questionou a “moda” de querer impedir a objecção de consciência em alguns países, destacando que a “intimidade ética de todo o profissional de saúde” deve ser sempre respeitada.

Essa objecção “é também uma denúncia das injustiças cometidas contra vidas inocentes e indefesas”, disse o Papa, aludindo em particular ao aborto, com o Papa a afirmar que “é um assassinato e não é permitido ser cúmplice”.

O pontífice disse que é dever a “a proximidade”, um dever positivo: estar perto das situações, principalmente das mulheres, para que não cheguemos a pensar na solução do aborto, porque na realidade não é a solução”.

Francisco abordou também o funcionamento dos serviços públicos de saúde, referindo que “os critérios de gestão e financeiros não são os únicos elementos a ser levados em consideração”, devendo haver cuidado para não desperdiçar o que é confiado às mãos de cada farmacêutico”.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190