Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 20 Jan 2022
Diocese de Bragança-Miranda passa a contar com 3 eremitas
As três mulheres vão habitar em eremitérios próprios, espaços sagrados com capela e a presença do Santíssimo Sacramento.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © António Cangueiro

A Diocese de Bragança-Miranda passa a contar com a presença de 3 eremitas, que se juntam às seis congregações femininas e duas masculinas já presentes na diocese transmontana, para além do recém-fundado Mosteiro Trapista de Santa Maria Mãe da Igreja, com 10 monjas, em Palaçoulo.

As três mulheres, de nacionalidades portuguesa e espanhola, vão abraçar uma vida de silêncio e solidão e encarnar na vida quotidiana o chamamento pessoal que cada uma recebeu dentro do estilo de vida eremítico e que as distingue entre si”, assumindo um compromisso na Regra de Vida que cada uma concebe em resposta a esse chamamento e que assina no dia em que é instituído o Eremitério que vai habitar, durante a Eucaristia celebrada no mesmo”, explica a Diocese de Bragança-Miranda.

As três mulheres vão habitar em eremitérios próprios, espaços sagrados com capela e a presença do Santíssimo Sacramento, onde se entregam à oração, à adoração, ao louvor e à intercessão por toda a Igreja e pelo mundo”.

Um dos eremitérios – o Eremitério Diocesano Nossa Senhora da Esperança – está localizado em Freixiel, no concelho de Vila Flor. Já os outros dois – Eremitério Sagrado Coração de Jesus e Eremitério Diocesano Nossa Senhora do Rosário, que começou em S. Pedro da Silva – estão localizados na freguesia de Palaçoulo, concelho de Miranda do Douro.

De acordo com o Catecismo da Igreja Católica, a vida eremítica existe para manifestar o aspecto interior do mistério da Igreja que é a intimidade pessoal com Cristo” e é pregação silenciosa d’Aquele a quem entregou a sua vida”.

D. José Cordeiro, arcebispo eleito da Arquidiocese de Braga e presidente da Comissão Episcopal de Liturgia e Espiritualidade, salienta que esta é uma vocação, é um dom de Deus, uma graça” e que há cada vez mais pessoas a buscar a vida eremítica”, exemplificando com os 300 eremitas diocesanos existentes em Itália e os mais de 500 em França.

Foi também o ainda administrador diocesano de Bragança-Miranda que presidiu aos votos perpétuos da primeira eremita diocesana, a 13 de Maio de 2021, e aos da segunda eremita, no dia 15 de Janeiro. Até agora, em Portugal, a Igreja Católica só reconhecia o Eremitério Diocesano Maria Serena, em Gaula, na diocese do Funchal.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190