Arquidiocese

Ano Pastoral 2020+2021

"Uma Igreja sinodal e samaritana"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
6 Jan 2021
Celebrações do sacramento do Matrimónio
Nota da Vigariaria Arquiepiscopal para a Celebração da Fé sobre as celebrações do sacramento do Matrimónio.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

É supérfluo notar que a pandemia alterou muitas celebrações e projetos. Um dos sacramentos que mais viu a sua celebração adiada para melhores dias foi o sacramento do Matrimónio. Os noivos tinham planeado a sua festa e tudo teve que ser interrompido. No início deste ano e na esperança que melhores dias virão, muitos casamentos voltam a ser reagendados e recomeça-se a trabalhar na sua preparação. Muitas vezes se diz que as crises são também oportunidades. Por isso, exortamos os sacerdotes que acompanham os noivos na preparação do seu Matrimónio que renovem e reforcem a sua vigilância no que refere a vários aspetos materiais da preparação dessas celebrações sem esquecer de pôr sempre em primeiro lugar a preparação espiritual.

No que refere ao reportório musical, nos últimos anos, tem-se verificado um enorme relaxamento nas escolhas musicais para as celebrações que não honram nem a liturgia nem a vigilância a que todos os sacerdotes são obrigados. Neste tímido reinício de preparação e reagendamento de Matrimónios, recomendamos que os sacerdotes redobrem de atenção sem laxismo complacente. Lembramos que o Departamento Arquidiocesano de Música Sacra está sempre disponível, quando solicitado, para dar o seu parecer sobre as sugestões apresentadas pelos noivos e pelos numerosos agrupamentos musicais que lhes fornecem este serviço.

No que respeita à ornamentação, lembramos as normas referentes à preservação do património, em particular dos altares de talha dourada, e o dever de modéstia que a fé nos impõe. Tem-se notado uma tendência ao aumento de adereços que apenas causam dispersão e ruído visual. Muitas vezes são as empresas organizadoras de eventos contratadas pelos noivos que, para justificar os seus honorários, multiplicam os serviços e os atavios. Aqui também, é importante saber resistir e formar os noivos para uma “santa simplicidade”.

Dever-se-á também insistir junto dos fotógrafos e de outros repórteres de imagem para que a sua presença e intervenção na celebração seja o mais discreta possível. Não aconteça que, com a sofreguidão de captar o momento, se estrague esse mesmo momento.

A Arquidiocese de Braga, quer através de instâncias formativas permanentes como a Escola Arquidiocesana de Música Litúrgica, quer através de ações de formação esporádicas oportunamente anunciadas, continuará a empenhar-se e a zelar para que a celebração do sacramento do Matrimónio possa ser vivida como um verdadeiro momento de Graça. Celebrando em 2021 o 5º aniversário da encíclica Amoris Laetitia, o Papa Francisco decidiu convocar um ano especial dedicado à família. Neste cuidado pastoral reforçado, é certamente muito recomendável que se comece por uma atenção especial ao seu momento fundador que é a celebração do Pacto Matrimonial.

 

Cónego Hermenegildo Faria,
Vigário Arquiepiscopal para a Celebração da Fé

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190