Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
2 Mar 2022
1701 boas razões para proteger o Domingo Livre de Trabalho
Mensagem do Movimento de Trabalhadores Cristãos Europeus por ocasião do Dia Internacional do Domingo Livre de Trabalho, celebrado a 3 de Março.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Em Março de 2022, celebram-se 1701 anos sobre o Decreto do Imperador Romano Constantino que estabelecia o Domingo como o Dia de Descanso, em todo a extensão do Império Romano. Em vários locais da Europa multiplicam-se as iniciativas para assinalar a celebração a 3 de Março, do Dia Internacional do Domingo Livre de Trabalho.

Na Alemanha, o Movimento Operário Católico aproveita este dia para apresentar a sua profunda preocupação sobre o futuro do domingo livre e insiste junto dos poderes políticos para que se continue a aplicar neste país a Lei que protege o Domingo como um dia de descanso.

Este movimento pelo Domingo Livre representa não apenas os simpatizantes do KAB – Movimento de Trabalhadores Cristãos da Alemanha, mas inúmeras pessoas que veem o Domingo como um símbolo de uma vida moldada em liberdade e autodeterminação. No seu compromisso, o KAB está ao lado dos sindicatos, de importantes associações desportivas e de outras igrejas cristãs.

De facto, tal como em outros países da Europa, a proteção do Domingo Livre está repetidamente exposta a ataques das associações patronais, do sector retalhista e dos partidos políticos, especialmente os do sector liberal. Estes ataques utilizam agora a crise económica provocada pelas restrições pandémicas para justificar uma extensão geral da semana de trabalho para as 60 horas e uma autorização temporária de trabalho aos domingos e feriados públicos.

Até agora, na Alemanha, ao contrário de outros países da Europa, é estritamente limitado o número de domingos em que o comércio em geral está aberto, ocorrendo apenas em momentos especiais tais como mercados, feiras e grandes eventos.  Juntamente com as suas organizações parceiras, juntas na plataforma: Aliança pelo domingo Livre da Alemanha e da Europa (sindicatos, associações desportivas, comunidades religiosas), o KAB opõe-se à ideia errada de que as perdas causadas pela pandemia podem ser compensadas o mais rapidamente possível, aumentando a carga de trabalho e abrindo o comércio sem restrições.

Numa ação simbólica muito interessante e participada o KAB apresenta ao poder político alemão aquela que que é provavelmente a maior manta de piquenique do mundo. Esta é uma manta de retalhos feita por inúmeros membros e apoiantes da KAB. Cobrindo uma área de 300m², consiste em pelo menos 1701 peças de tecido concebidas individualmente sobre o valor e fascínio do domingo livre.

1701 anos depois da instituição do Domingo Livre de Trabalho, O KAB apresenta assim 1701 boas razões para continuar a viver o Domingo, como o dia do descanso.

Stefan-B. Eirich, KAB – Movimento de Trabalhadores Cristãos da Alemanha em cooperação com o MTCE – Movimento de Trabalhadores Cristãos da Europa

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190