Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 1 Set 2022
Igreja Matriz de S. Tiago da Faia foi inaugurada e benzida
Presidiu à inauguração o Arcebispo Primaz, D. José Cordeiro, e concelebrou o Padre Rui Filipe Marques Araújo, pároco da comunidade.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

No dia 14 de Agosto, Domingo, realizou-se na Paróquia da Faia, em Cabeceiras de Basto, a inauguração e bênção da Igreja Matriz de S. Tiago da Faia, que esteve encerrada durante um ano para obras de requalificação e restauro.

Presidiu à inauguração o Arcebispo Primaz, D. José Cordeiro, e concelebrou o Padre Rui Filipe Marques Araújo, pároco da comunidade.

A cerimónia contou ainda com a presença do Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, do Presidente da Assembleia Municipal, Joaquim Barreto e do Presidente da Freguesia, Albino, bem como os vários representantes das associações locais, trabalhadores e benfeitores.

O pároco referiu, em comunicado, que "apenas com a generosidade e união da comunidade da Faia", que abraçou o desafio lançado por si há cerca de um ano, foi possível a realização da "grandiosa obra".

"Os habitantes marcaram presença na celebração. Em todos os presentes reinaram sentimentos de alegria, satisfação e orgulho pela missão cumprida da requalificação deste templo, que pode agora servir de forma mais efetiva e com maior conforto os paroquianos no exercício das celebrações religiosas", afirmou.

As obras de restauro permitiram ainda que a Igreja de São Tiago da Faia se tornasse detentora de um importante património histórico e religioso, com a recuperação de pinturas, imagens religiosas, três altares e a colocação de Vitrais com importantes cenas da vida e Missão de São Tiago, padroeiro da comunidade.

D. José Cordeiro, dirigindo-se aos fiéis, pediu que não deixassem de frequentar a igreja. Salientou a simplicidade e sobriedade do restauro feito no templo e como a centralidade do Altar é tão importante numa igreja.

"O Altar é o próprio Cristo que se dá como alimento a toda uma igreja que é peregrina, lembrando todos os peregrinos que fazem os caminhos de São Tiago", observou.

Incentivou ainda a comunidade a continuar empenhada na finalização do restauro, apelando a que os fiéis trabalhem na paróquia, na diocese e no mundo concreto do dia-a-dia, assim como na construção da Igreja viva, cujo Templo é Cristo e os fiéis as pedras vivas.

Para o pároco de S. Tiago da Faia, este dia foi vivido não como a concretização de um sonho pessoal, mas de um sonho da comunidade, que há muito tempo aguardava pela renovação e restauro da sua Igreja Matriz, que se encontrava degradada e agora se transformou num espaço que convida à oração, ao estar com Deus.

“Ter sido o timoneiro de uma obra tão grande e bela, terá sido um momento grandioso e único na minha vida, visto também por mim como uma graça de Deus! Vivi este dia com o meu coração unido ao da comunidade, à qual estou agradecido”, referiu o Padre Rui Araújo.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190