Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com Pe. João Torres | 14 Jan 2020
Presépio de Priscos recebeu milhares de visitantes
Programa televisivo "Somos Portugal", da TVI, transmitido no dia 05 de Janeiro, em Priscos, também levou o evento a milhares de portugueses.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Hugo Delgado

Pe. João Torres, pároco de Priscos, afirmou que este ano foram milhares de pessoas que visitaram o Presépio ao Vivo de Priscos, superando quaisquer expectativas.

"O Presépio ao Vivo de Priscos, com uma matriz marcadamente religiosa, possui também uma dimensão cultural que é reforçada todos os anos com a edificação de novos cenários, enriquecendo a experiência de quem nos visita. Estamos muito regozijados com a adesão e o entusiasmo de cerca de 134 mil visitantes, de todas as idades, de todo o país e da vizinha Espanha e até de Itália, sentindo de perto a verdadeira história do Natal", afirmou o sacerdote.

O programa televisivo "Somos Portugal", da TVI, transmitido no dia 05 de Janeiro, em Priscos, levou o evento a milhares de portugueses. De acordo com os dados divulgados pela GFK, terá tido uma média de 684 mil espectadores.

"O Presépio de Priscos é genuíno, autêntico e possui uma singularidade única. A originalidade, a dedicação e a criatividade como o projecto é concebido permitiram captar notoriedade a nível nacional e internacional. Efectivamente há muito trabalho, muito esforço da comunidade paroquial de São Tiago de Priscos, que trabalhou em equipa e cada figurante colocou empenho, entrega e profissionalismo para apresentar a melhor recriação histórica possível do nascimento de Jesus", adiantou o Pe. João Torres.

Para o arquitecto que projecta as construções do presépio, Marco Ivan, é muito bom poder participar num projecto cheio de memória e história.

"O Presépio é mais do que arquitectura. Eu só sou responsável pela forma do ambiente construído e não pelo seu conteúdo. Ele é a gente que o habita e lhe dá sentido numa atmosfera natural e esteticamente harmoniosa em que ele se processa e nasce. Estou emocionado por ver tanta gente que o visita", adiantou Marco Ivan.

Já para Francisco Araújo, responsável pelas construções, há dois elementos indispensáveis no Presépio: paixão e trabalho.

"Tenho aqui centenas de horas de trabalho. Houve dias em que comecei a trabalhar às oito da manhã e saí daqui às duas horas da manhã do dia seguinte. Conto com a ajuda dos presos que trabalham bem e criam um bom ambiente de trabalho", afirmou.

O Presépio tem duas entradas. Uma entrada gratuita condicionada no acesso aos espaços do presépio, mediante a quantidade de público a querer visitar. Tem uma outra entrada solidária, sem tempo de espera e com o valor de cinco euros por pulseira. 

«Este ano a grande novidade é uma ponte em pedra com seis arcos. Ela simboliza o desejo de querermos fazer pontes onde há o hábito de fazer muros. Estes muros que crescem a cada dia e favorecem os ressentimentos e o ódio. Antes da queda do Muro de Berlim, existiam apenas 11 nações cercadas, hoje são mais de 70 países  que instalaram muros nas suas fronteiras. Foram convidados 14 refugiados sírios para marcar esta novidade do presépio de Priscos, alertando a comunidade internacional para os mais de 70 milhões de refugiados que fogem da guerra, da fome e da perseguição", concluiu o pároco de Priscos. 

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Presépio  •  Presépio de Priscos  •  Visitantes  •  Reclusos  •  Braga
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190